Presença de Luciana Temer no FAS

Secretária participa de encontro promovido pelo FAS


 
Texto: Wania Torres

No início da semana, a secretária Luciana Temer participou de encontro realizado pelo Fórum de Assistência Social (FAS/SP), na Câmara Municipal de São Paulo. O evento contou com cerca de 200 pessoas e teve como principal tema um debate sobre o sistema socioassistencial da cidade.

Após assistir a uma apresentação com a história do FAS, a secretária falou sobre a pasta que assumiu há três meses, dos problemas e desafios, mas também de seus projetos para a área, entre eles, a reordenação da rede de atendimentos, a ampliação do trabalho de cadastramento e recadastramento para o Bolsa Família e da realização de concurso público para ampliação do quadro funcional, com profissionais multidisciplinares que contribuirão para a melhoria da qualidade no atendimento à população da cidade.

A secretária já solicitou à Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão a realização do certame para 300 assistentes sociais, 150 agentes de políticas públicas, 125 psicólogos, 96 pedagogos e 32 nutricionistas.

Luciana Temer declarou que o seu primeiro compromisso enquanto secretária é o diálogo contínuo com todos os integrantes da rede socioassistencial da cidade, sejam funcionários, conveniados ou atendidos: “Quando se constrói o diálogo, o embate é sempre positivo. Por isso, a importância desta ampla discussão sobre área e o atendimento na cidade da forma mais democrática possível”.

De acordo com a secretária, uma de suas primeiras medidas foi solicitar ao Ministério de Desenvolvimento Social (MDS) a reabertura do processo de co-financiamento com recursos federais, que permitirá a ampliação em mais 4.500 vagas nos abrigos municipais. O Ministério já concordou.

Luciana Temer relatou aos presentes que no início de fevereiro mais de 54 mil famílias passaram a receber o Bolsa Família na cidade, se cadastrando ou atualizando seus dados. “Este é um dos compromissos que temos: cadastrar as 220 mil famílias que ainda não recebem o benefício. Estou aberta ao diálogo constante com funcionários, entidades, representantes dos movimentos para juntos buscarmos um caminho, porque quando há comprometimento de todos os envolvidos fica mais fácil atingir os objetivos”, conclui.

Após sua apresentação, a secretária respondeu aos questionamentos de alguns inscritos no Fórum.

Um comentário:

  1. solange26/3/13

    A Assistência Social de São Paulo não pode se resumir em cadastramento ou atualização de cadastro de um programa Federal chamado Bolsa Família. A Assistência Social é muito mais amplo que isso, devemos investir realmente no trabalho direto com as famílias devendo levar em consideração aquela que realmente não se encaixa em nenhum programa pré estabelecido pelo governo federal.Devemos lembrar que funcionário publico municipal é pago pelo erário municipal e não federal.

    ResponderExcluir

Muito obrigado pelo seu comentario