VII Conferência Estadual da Assistência Social

Aconteceu no Memorial da América Latina a VII Conferência Estadual da Assistência Social do estado de São Paulo. O tema do encontro foi: Participação e Controle Social no Sistema Único de Assistência Social - SUAS. Foi realizado nos dias 22 e 23 de setembro de 2009. A conferência é o espaço deliberativo onde governo e sociedade cilvil avaliam e votam propostas para que a assistência social seja direito universal para todos os cidadãos.
As propostas apresentadas e deliberadas foram assim divididas:
Eixo 1: Processo Histórico da Participação Popular no País, trajetória e significado do Controle Social na Política dos Conselhos de Assistência Social e o SUAS.
Eixo 2: Os usuários eo seu Luga Político no SUAS e os trabalhadores do SUAS em relação ao protagonismo dos unuários.
Eixo 3: Democratização da gestão do SUAS e Entidades de Assistência Social e o vínculo SUAS.
Eixo 4: Bases para garantia do Financiamento da Assistência Social.
A VII Conferência referendou os delegados para a VII Conferência Nacional de Assistência Social que acontecerá na cidade de Brasília no próximo mês de novembro.
Para a cidade de São Paulo, os delegados da Sociedade Civil são:

Usuários
Titulares:
Álvaro Augusto Neri Castello Branco
Luiz Carlos da Silva
Sarah Jane Alves Jarcen
José Wilson Bernardes
Suplentes:
Maria do Céu Vara Macedo Oliveira
Michel Leonardo Deamotes
Edna Márcia da Silva

Trabalhadores
Titulares:
Allan Francisco Carvalho
Demilson Oliveira dos Santos
Donata Severino Azevedo dos Santos
Neiri Bruno Chiachio
Suplentes:
Angélica Lira dos Santos
Francisco Luís Dias dos Santos
Maria Célia Barbosa dos Santos
Roseli Aparecidade de Souz Bueno

Entidades
Titulares:
Carlos Nambu
Lédio Milanez
Valéria da Silva Reis Ribeiro
Willian Lisboa
Suplentes:
Rosângela Mota Zanetti
Márcia Martins
Roseli Camarda
Galdino Cardoso dos Santos.

Ao final da Conferência as luzes do auditório do Memorial da América Latina foram apagadas. Por isso a VII Conferência Estadual de Assistência Social do estado mais rico da federação teve que ser concluída no estacionamento. Este fato mostra o descompromisso do poder público estadual em respeitar a cidadania e o protagonismo na Assistência Social no Estado de São Paulo.