Soninha "critica" DORIA em seu primeiro pronunciamento na Câmara após deixar SMADS

Um dia após deixar o comando de SMADS Soninha Francine comenta as razões que levaram a sua demissão por parte do Prefeito João Doria .










Em seu primeiro discurso na Câmara Municipal após deixar o comando da Secretaria de assistência Social disse: "É muito difícil se dedicar ao mesmo tempo ao que é estruturante e ao dia a dia. Frequentemente, para você trabalhar com os alicerces, que demoram mais e são menos visíveis, aquilo que seria visível fica para mais tarde e eu escolhi trabalhar com os alicerces, com aquilo que é capaz de sustentar por mais tempo as ações, e que virão", afirmou
Soninha que no vídeo de ontem (17.04) não se manifesta em nenhum momento , no discurso de hoje , não confirma que a decisão da saída dela de SMADS foi " conjunta".
A ex-secretária também diz que os prazos dados pelo prefeito para atingir determinadas metas eram impossíveis de serem cumpridos e que o prefeito exigia e cobrava  sempre " Resultados Visíveis".
Na edição de hoje do Diário Oficial além de sair a exoneração de Soninha houve a nomeação do substituto para comandar a pasta : Filipe Sabará que assume em definitivo como Secretário Municipal.

Atualizado dia 19/04/2017 às 03:44

Soninha em entrevista a revista Veja declarou quando foi perguntada sobre a seguinte questão:

"Soninha, na publicação que o prefeito João Doria fez no Facebook, ele fala de decisão que vocês tomaram juntos, passando a impressão de que você também concordou com a saída. Não foi isso?"

"É uma pena que ele tenha dito isso, porque eu não quero que as pessoas pensem que eu quis sair. Eu não correspondi às expectativas do prefeito, porque as expectativas dele não se cumpririam em três meses. Não eram realizáveis em três meses." Comentou a ex-secretária respondendo o repórter.

Soninha falou também sobre os comentários do Prefeito que para muitos soaram um tanto "machista" quando argumentou que "haveria trabalho pesado" e que a Secretaria precisava de uma "força maior" .Leiam a resposta :

"O que me incomodou nessa frase dele não foi ele ter falado em ‘força maior’, nessa ideia da força masculina em comparação com a força da mulher, não acho que tenha sido isso. O que me incomoda é a palavra ‘gestão’, é ele falar que ‘a Soninha é muito legal, é muito isso, é muito aquilo’, mas que gestão não é um ponto forte meu. Gestão é um forte meu sim, mas porra, eu precisava de tempo."




Reunião da Executiva do FAS/SP :

Lembramos a todos que a próxima reunião da Executiva Ampliada será:
 28/4 das 13h00 as 15h00  - SALA LUIZ TENORIO DE LIMA –SALA C -Câmara Municipal 

A reunião é aberta a todos os interessados em ajudar a construir a pauta da próxima plenária do FAS/SP e as estratégias de ação do coletivo diante das novas conjunturas.
Fazemos um convite especial aos dirigentes e/ou representantes das Organizações Sociais.

Equipe de Comunicação FAS/SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pelo seu comentario